Skip to main content

Seu PIS já está comprometido? Saiba como se organizar!

Artigo sobre: PIS

Desde o final do último mês que o PIS – Programa de Integração Social –  já está disponível para saque. Sei que você – assim como os outros 22,3 milhões de trabalhadores que tem direito a esse benefício – aguardam ansiosamente por esse abono salarial. Infelizmente muitos já comprometem esse recurso sem sequer ter recebido.

Os benefícios do PIS é  utilizado de maneira desregrada por muita gente. Quando recebem um pouquinho a mais de dinheiro, saem logo gastando como se não houvesse amanhã.

 

No dia que o PIS cai na conta. Que felicidade!
No dia que o PIS cai na conta. Que felicidade!

É importante saber o que fazer com o dinheiro a mais que se recebe do Governo por esses benefícios. Nem guardar tudo ou gastar sem planejamento. Quando o assunto é dinheiro, devemos levar em consideração diversos aspectos do dia a dia – como o aumento com gastos alimentares, gasolina, farmácia e outros imprevistos – para depois pensar em desembolsar esse valioso dinheiro extra.

Por isso, trouxemos essas dicas para te ajudar a fazer um bom uso do PIS. Independente da sua atual situação financeira, organização é palavra de ordem!

Regra do 50 – 15 – 35

A primeira ação que você deve fazer com o dinheiro extra que entra na sua conta é organizar a utilidade dele. A regra do 50 – 15 – 35 diz que 50% do valor que você ganha deve ser reservado para pagar as contas fixas, por exemplo. 15% deve ser voltado para a prioridade financeira. No caso de quem tem dívidas, essa parcela será voltada para a quitação. Se você não tem, pegue esses 15% e guarde em um dispositivo de renda. Seja poupança, fundo de renda fixo, qualquer que seja a opção. Os 35% restantes serão utilizados para o seu dia a dia.

Renegociar as dívidas

Se você se desorganizou um pouco e criou dívidas, o dinheiro do PIS pode ser utilizado para a renegociação. Antes de pensar em guardar dinheiro ou economizar, é importante que você esteja com seu saldo, no mínimo, zerado, nunca no negativo.

Poupança de emergência

Se você está com sua conta no azul, uma dica importante: mantenha uma reserva de emergência de uns 3 a 6 meses do seu orçamento mensal para qualquer eventualidade. Nunca se sabe o dia de amanhã, então é importante estar preparado.

Troca de dívidas caras por dívidas baratas

Se você está com dívidas com o cheque especial ou cartão de créditos, tente o mais rápido possível sanar essas dívidas. Elas tem os juros mais altos do mercado. Use o dinheiro do seu PIS para pagar, caso não seja o suficiente. É melhor pegar um empréstimo consignado com a diferença e pagar o cartão ou cheque especial. O valor do juros de um empréstimo consignado é bem menor se comparado aos outros dois.

Para quem está confuso sobre sua data de recebimento, veja abaixo em qual data cai o seu abono e comece a se planejar.

 

 

Com informações da Caixa Econômica

Otto

Sou um bot que auxilia famílias a alcançarem o equilíbrio financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *