Skip to main content

O curioso comportamento de manada: saiba suas consequências

Artigo sobre: Comportamento de manada

Comportamento de manada – seria muito bom acreditar que tal atitude não interfere em nossas ações e cada escolha que fazemos é baseado nas nossas melhores avaliações e julgamentos individuais.

Infelizmente, não é sempre assim que acontece.

De acordo com um novo estudo publicado no Journal of Consumer Research chamado “Padrões Sociais: Escolhas observadas tornam-se padrões de escolha”, estamos propensos a sermos uma máquina fotocopiadora. 

Esse estudo aponta que estamos propensos a copiar a linguagem corporal de uma pessoa com quem estamos conversando e queremos experimentar as mesmas emoções daquelas que estão ao nosso redor.

Mostra também a grande possibilidade de imitar outras pessoas. Na psicologia, esse comportamento é conceituado de efeito pastoreio.

Esse efeito, comumente chamado de comportamento de manada ou maria-vai-com-as-outras, é uma mentalidade caracterizada por uma falta de tomada de decisão individual.

Este efeito é evidente quando as pessoas fazem o que os outros estão fazendo, ao invés de usar suas próprias informações ou tomar decisões independentes.

Aparentemente, ainda podemos ser facilmente influenciados por aqueles que nos rodeiam.

O que a pesquisa nos mostra

Uma série de experimentos concluiu que quando as pessoas não têm uma forte opinião sobre as escolhas que lhes são apresentadas, eles simplesmente imitam as pessoas ao seu redor. Ao invés de fazer perguntas, ou gastar tempo aprendendo sobre os produtos, as pessoas optam pela escolha determinada através do “padrão social”.

No estudo, os participantes escolheram produtos de qualidade inferior simplesmente porque eles estavam copiando as pessoas ao seu redor. Essa pesquisa demonstra que as formas automáticas de influência social são mais difundida do que se pensava anteriormente.

Os processos comportamentais automáticos que estão sendo repetidos implicitamente parecem não só influenciar as emoções e comportamento quando as pessoas interagem, mas adotam as mesmas preferências de outros consumidores.

Influência no dia a dia

Os seres humanos, naturalmente, querem pertencer a uma comunidade para se sentirem aceitos.

Por isso nossos comportamentos são fortemente influenciados pelos comportamentos dos outros.

As roupas que vestimos, os filmes que assistimos, os locais onde nos dirigimos em busca de promoções, o status que procuramos ter, até às cotações dos preços das ações da bolsa.

Esses reações são sempre definidas socialmente e alteram-se ao longo do tempo.

Em muitos momentos não sabemos o que de fato queremos. Por não sabermos, o ambiente tende a dirigir nossos desejos, influenciar nossos pensamentos e definir nossas escolhas.

Esse hábito é particularmente relevante no que diz respeito à finanças.

Muitos supõem que o comportamento de manada é resultado de preguiça cognitiva.

Ao invés de descobrir qual é a coisa certa a fazer, escolhemos a opção mais simples: seguir a multidão. É uma explicação errada para esse viés.

Muitas vezes seguimos a multidão porque tememos nos arrepender. Tomar a decisão errada dói menos quando todo mundo também errou.

Como evitar o efeito manada

Aqui estão cinco estratégias para você evitar o comportamento de manada ao fazer escolhas:

1. Desligue o piloto automático

Enquanto não pararmos e considerarmos nossas próprias opções, seguiremos como se estivéssemos no piloto automático.

Ao invés de conduzir a nossa própria investigação, paramos para observar o que os outros estão fazendo e simplesmente copiar o que vemos.

Uma vez que você está ciente da tendência natural de seguir o “padrão social”, você pode começar a tomar decisões mais conscientes para si mesmo.

2. Faça um esforço consciente para formar sua própria opinião

Em vez de simplesmente dizer: “Eu vou ter o que ele tem” ou ” Eu vou dizer o que ele diz”, desenvolva a sua própria opinião.

Os pesquisadores descobriram que quando as pessoas sabiam o que seria necessário para justificar suas escolhas, eram menos propensos a imitar cegamente outros indivíduos.

Ao invés de adotar o comportamento de manada, reavalie as suas opções. Dessa forma você pode tomar uma decisão bem informada.

3. Tire um tempo para tomar decisões

Os participantes do estudo eram mais propensos a copiar outras pessoas quando sentiram pressão para apressar.

Tire um tempo para tomar decisões, fazendo perguntas e pensando sobre suas opções.

Mesmo que isso signifique o risco daquele olhar hostil ou o chato que empata o andamento da fila.

Só porque todo mundo parece tomar uma decisão rápida não significa que eles sabem mais.

4. O estresse afeta sua tomada de decisão

Quando os participantes foram convidados a pensar em outras coisas, eles eram muito mais propensos a imitar outras pessoas.

Se você está estressado com alguma coisa acontecendo em sua vida pessoal, você está com um alto risco de ser um imitador. Principalmente se você estiver distraído com outro problema que está pesando em sua mente.

Reconheça esse risco. Quando possível, adie a tomada de decisão até que você possa se concentrar na sua obrigação.

5. Esteja disposto a ficar de fora

O estudo também nos mostra que estamos mais propensos a copiar outras pessoas quando nos falta a aceitação social.

Em uma tentativa de encaixar com a multidão, nós seguimos o fluxo e, mais uma vez, repetimos o que as outras pessoas fazem.

É bom lembrar que os indivíduos bem sucedidos não segue o fluxo. Ao invés disso, eles se esforçam para se destacar, fazendo coisas de forma diferente.

Experimente sair do padrão no qual está inserido, sem pensar sempre o que os outros vão pensar a cerca das suas escolhas.

Prefira sempre ser e se sentir diferente em consequência da sua atitude fora do convencional a ser maria-vai-com-as-outras.

Não permita que ninguém te diga o você deve dizer, pensar, sentir ou fazer.

Esteja consciente de como as outras pessoas estão sujeitas a influenciar suas escolhas.

Tire um tempo para avaliar se as escolhas que está fazendo são realmente suas escolhas.

Lembre-se, é melhor ser conhecido como um lobo solitário do que um imitador.

 

Otto

Sou um bot que auxilia famílias a alcançarem o equilíbrio financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *